O blog do seu pet

Cachorros deficientes uma superaçao de vida

Muitos cães ao contrario do que se pensa nascem ou sofrem  algum acidente que  causa a deficiência e a primeira coisa que os veterinários falam é de sacrificar mas descobrimos que muitas pessoas mudam esta situação através do amor  , esta comunidade em SP divulga animais para adoção  no site

https://pt-br.facebook.com/AnimaisComProblemasFisicosParaAdopcaoEspecia

http://www.kickante.com.br/campanhas/adote-um-pet-com-deficiencia

Condecoração ao um Cão deficiente

Oastora deficiente

Uma cadela pastor alemão, que perdeu uma pata numa missão no Afeganistão em 2012 devido a uma bomba, foi condecorada por bravura.

Lucca, de 12 anos, participou em mais de 400 missões no Iraque e no Afeganistão, juntamente com os marines norte-americanos, durante seis anos, lê-se no Guardian.

É o 67º animal a receber a medalha PDSA Dickin, a mais alta distinção concedida a animais destacados em zonas de conflito, o equivalente à Cruz Vitória – a mais alta condecoração militar atribuída por bravura “na presença do inimigo” a membros das forças armadas dos países da Commonwealth.

“Lucca é muito inteligente, leal e era extremamente motivada. Foi graças a ela que voltei para casa para a minha família e tive muita sorte em ter servido ao seu lado. Hoje em dia, faço o que posso para a mimar durante esta bem merecida reforma”, afirmou o sargento Chris Willingham, que se deslocou até Londres com a cadela para aceitar a condecoração.

A medalha PDSA Dickin foi criada em 1943 e a primeira condecoração foi atribuída a um pombo.

Cachorrinha nasce deficiente

Foto0076SAM_5538

Esta cachorra nasceu em 25 de Dezembro 2010 com a falta do radio nas duas patas dianteiras  e foi diagnosticado que ela vegetaria numa cama e que nao poderia sobreviver desta forma porem sua  dona se recusou a este diagnostico e lutou para que ela tivesse uma qualidade  de vida . foram 6 meses de tratamento na clinica ortopédica em SP para ver se conseguia virar as patas deficientes para baixo onde conseguimos , porem ela não usava estas patas para andar , apenas para apoiar .Sua dona mesmo assim não desistiu dela ,decidiu que cuidaria dela com muito amor e paciência e essa cachorrinha superou os obstáculos e adaptou a utilização das duas patas traseiras para andar e ate hoje corre pela casa como se não tivesse deficiência

Anúncios

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: